Deuses falsos

Deuses falsos

O coração do homem toma coisas boas como uma carreira de sucesso, um amor, os bens materiais, e até a família, e faz delas seus bens últimos. Nosso coração as diviniza como se fossem o centro de nossa vida, porque achamos que podem nos dar significado e proteção, segurança e satisfação. se as alcançarmos.
Um deus falso é qualquer coisa que seja tão central e essencial em sua vida que, caso você a perca, achará difícil continuar vivendo.
A única forma de nos libertarmos da influencia dos deuses falsos é nos voltarmos para o verdadeiro Deus.”
Thimothy Keller

O engano da vaidade

Rev. Marcelo Rodrigues (05/03/2017)

Estamos inseridos em uma sociedade narcisista. Cada vez mais somos incentivados a nos preocupar apenas com a individualidade, desejos e preocupações pessoais. E nos afastamos aos poucos de Deus, nos envaidecemos, achando que podemos assumir o controle, criamos ídolos e os colocamos no lugar de Deus. Mas logo sentimos a vida vazia, incompleta. Na verdade, o que falta é Deus! Precisamos destronar esses ídolos. O primeiro passo é destronar a vaidade. Assumir que precisamos da ajuda de Deus, de sua comunidade!

A sedução do sucesso

Rev. Marcelo Rodrigues (12/03/2017)

I Coríntios 1.26-29 diz que “Deus escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhar as fortes; e as humildes, e desprezadas, e aquelas que não são, para reduzir a nada as que são”. Nos espantamos com o Deus que nasce em uma manjedoura porque a cultura imprime em nossas mentes e corações a lógica do sucesso. E o sucesso, como um falso Deus, se apressa em tomar o lugar do Deus verdadeiro em nossas vida. Vamos aprender com Naamã como Deus dobre nosso coração e resgata nossa vida da idolatria.

A ilusão do dinheiro

Rev. Marcelo Rodrigues (19/03/2017)

O que leva as pessoas a enganar para ter mais dinheiro? Um produtor a colocar soda caustica no leite para vender mais? Um Governador e outros políticos que alcançaram certo sucesso profissional na vida política a fazer uso de esquemas e maracutaias a custa de sua própria credibilidade e carreira para ter mais? Não é a necessidade real, pois a vida dessas pessoas não é de forma alguma precária. Mas, segundo Keller, eles “são motivados dia e noite por uma terrível impaciência ao ver suas riquezas se amontoando de maneira tão vagarosa e por um anseio e amor igualmente terríveis por essas pilhas de ouro”. O que se fazia por amor a Deus, agora é feito por amor ao dinheiro. A ironia é que ninguém se acha ganancioso. O pecado mais difícil de confessar é esse. Keller diz que “O modus operandi desse deus inclui a cegueira do coração”.

As ciladas do amor

Rev. Marcelo Rodrigues (26/03/2017)

O anseio humano pelo amor verdadeiro sempre foi celebrado em canções. Mas ao analisarmos canções e poemas percebemos o lado negro da busca idólatra pelo amor como centro da vida. Ao que parece, sem relacionamento romântico de algum tipo, mesmo que errado, a vida fica vazia e sem sentido. A solução não é amar menos as pessoas, mas amar mais a Deus. Outros amores só dominam nosso coração quando nosso amor por Deus enfraquece quase ao ponto de desaparecer. Como disse Jesus “Porque, onde estiver o teu tesouro, aí também estará o teu coração” (Mt 6.21)

Designed by ijeab / Freepik