O Grande Banquete

O Grande Banquete

Vamos falar sobre a última ceia como um grande banquete de Jesus com seus discípulos. A ideia é preparar a igreja para a série seguinte que dará destaque à ressurreição de Cristo e suas implicações para nossa vida cotidiana. As séries de março e abril caminharão em uma sequência tendo como foco a Páscoa, que acontecerá bem no meio das duas séries.

1ª Mensagem - A Preparação

(28/02/2016)

Hoje queremos trabalhar a expectativa da celebração da Páscoa em nossos corações. Ao entender que a Páscoa exige um preparo que desperta em nós a expectativa da celebração começamos a viver nossos dias com a perspectiva do Reino de Deus.

Como você vive esses dias que antecedem a Páscoa? Você se prepara de fato para a celebração? Isso é central em nossas vidas?Como posso me preparar?

O texto do evangelho de Lucas (22.7-13) mostra que essa preparação está diretamente ligada ao tipo de fé que temos em Jesus. Se cremos e tratamos suas palavras como verdade radical vamos viver esses dias a partir delas. Do contrário, apenas buscamos nossos próprios objetivos.

2ª Mensagem - A Comunhão

(06/03/2016)

No último domingo iniciamos nossa nova série “O Grande Banquete”. Nosso objetivo é que caminhemos juntos até a Páscoa, preparando nosso coração e percebendo o papel central da Ceia nesse processo. Ela é o grande modelo do ministério de Jesus. Comer com pecadores é sua principal ação!
Vimos que para vivermos plenamente a Páscoa precisamos nos preparar e viver a expectativa desse que deve ser um de nossos principais momentos em nosso ano como igreja. Hoje veremos o valor da comunhão!
Vimos como Jesus amava estar com pessoas, sentar para comer e ter um longo papo. E que o seu desejo é que nós, como igreja, possamos seguir o mesmo caminho. Jesus é chamado de “glutão e bebedor de vinho, amigo de publicanos e pecadores!”(Lc 7.34). O comer era importante pra Jesus. Era sinal da sua amizade com publicanos e pecadores. Ele queria estar com pessoas! Por isso Jesus gasta boa parte de seu tempo comendo e bebendo. A principal estratégia de sua missão era uma longa e agradável refeição. Ele evangeliza e discipula ao redor da mesa. E seus discípulos seguem seus passos (Lc 5.33 diz: “Disseram-lhe eles: Os discípulos de João e bem assim os dos fariseus frequentemente jejuam e fazem orações; os teus, entretanto, comem e bebem”. Era escandaloso na época e é escandaloso ainda hoje!).
Um convite para uma boa comida e uma boa conversa certamente está entre aqueles que é difícil de recusar. Gostamos de comer, ainda mais se for em boa companhia. A Páscoa é antes de tudo uma refeição entre amigos.

3ª Mensagem - O Custo

(13/03/2016)

Os elementos - Pão e vinho. É importante percebermos que a restauração do nosso relacionamento com o Pai teve um custo, a vida de Cristo. Jesus nos substitui na cruz, morre em nosso lugar e paga o preço necessário para possibilitar nossa união com Deus. O que significa a ceia para mim. “A graça não é barata”. Precisamos ter o amor e misericórdia de Deus como algo valioso, que não me custa nada mas que é caro para Deus. Fomos redimidos, mas nosso pecado foi uma grande ofensa a Deus. Eles não foram poucos, mas a graça de Deus é maior.

4ª Mensagem - A mesa do Reino

(20/03/2016)

O Reino é confiado a nós. Somos participantes desse Reino. Hoje precisamos viver essas verdades. Cristo não veio apenas para garantir nosso futuro, mas também nosso presente. E nós precisamos deixar o Reino antigo para viver o novo, com seus novos valores, ideais, estilo de vida. Não podemo viver da mesma maneira.

Designed by ijeab / Freepik